24 de abril de 2016

RESENHA | O Sorriso do Homem Mau e Outros Contos Policiais — Raphael Montes

Título: O Sorriso do Homem Mau e Outros Contos Policiais
Autor: Raphael Montes
Editora: Benvirá
Páginas: 26
Lançamento: 2013
Onde comprar: Indisponível! :-(

Sinopse:

Raphael Montes nasceu no Rio de Janeiro, em 1990. Cursou direito e usou as aulas e os crimes analisados para inspirar seus mistérios, contos e crônicas policiais. "O sorriso do homem mau e outros contos policiais" traz histórias que nos surpreendem com um arrepio na espinha. Suicidas, seu romance de estreia, foi finalista do 1º Prêmio Benvirá de Literatura, em 2010.

Opinião:

Estava eu na sala de espera de um consultório médico, a consulta estava marcada para aquele horário mas havia pelo menos umas cinco pessoas aguardando para serem atendidas. Eu, costumeiramente, levo comigo um livro para me fazer companhia nesses lugares onde o tempo não passa. Mas, infelizmente eu não levei nesse dia. Então resolvi começar um livro novo pelo celular mesmo, e lembrei que um amigo havia me passado esse e-Book do Raphael. Iniciei a leitura e só parei porque me chamaram para ser atendido, mas assim que cheguei em casa eu terminei de ler, porque o autor não permite que a gente pare a leitura. Esse Raphael sabe prender a atenção do leitor como ninguém.

Nessa pequena coletânea, lançada exclusivamente em e-Book pela Editora Benvirá, estão reunidos cinco pequenos contos policiais. E com “pequeno”, me refiro inteiramente ao número de páginas, pois se formos levar em conta a qualidade da narrativa, o desenvolvimento e os mistérios criados em cada um dos contos, esta pode ser considerada uma grande obra.

No primeiro conto, DEPOIMENTO Nº 220.919.90, nos deparamos com uma história aparentemente infantil, um garoto de sete anos está narrando em primeira pessoa alguns acontecimentos banais de seu dia a dia. O que não sabemos é que isso é apenas o começo de um depoimento sobre um crime que ele cometeu. Temos na mão um conto sobre um jovem psicopata.
“Segurei a cabeça dele debaixo d’água enquanto ele se debatia, arregalando os olhos de um jeito muito engraçado. Após poucos, ele foi ficando azul, a boca fazendo bolhas na superfície, e eu achei aquilo muito divertido. Ele estava aparecendo um smurf de tão azul! E eu gosto dos smurfs sabe? Tinha vários adesivos deles na janela do meu quarto antigo.” — Depoimento nº 220.319.90
Em BANQUETE, viajamos para um vilarejo assolado pelo frio e pela fome. Felika é uma mãe superprotetora que faz de tudo para alimentar seus três filhos enquanto Anatole, seu marido, saiu à procura de alimento para a família. Após mais de dois meses caçando, Anatole volta para a casa e o que ele encontra é de deixar o queixo cair. Nesse conto, a loucura é o prato principal, e ela vem acompanhada de grandes porções de crueldade.

O terceiro conto, CAFÉ, é o que menos me agradou. Entre goles de café, um empresário relembra suas conquistas e vitórias, mas está cansado e desiludido com o mundo e com as pessoas que o cercam. O conto não deixa de terminar de uma forma surpreendente.
“Caralho, as pessoas fazem coisas sem motivo! Matam por matar. Riem só por rir. Elogiam por elogiar. Escrevem cento e trinta e sete livros só por escrever.” — Tudo o Que me Falta
TUDO O QUE ME FALTA é ao meu ver um dos melhores contos da coletânea, temos sangue misturado a uma dose burlesca e crítica sobre o mercado editorial e o gênero policial. Bob Hamilton é o pseudônimo de um escritor carioca que está sem ideia para escrever o seu 138º livro. Sem reconhecimento, sem estímulo, sem uma vida... o que ele mais quer é ter seu nome na capa dos livros, mas enquanto isso não acontece, uma resposta bate à sua porta. Ele só tem uma chance, e ele irá agarrá-la independente das consequências.
“Ofereço um uísque, e uísque ele aceita. Vou à cozinha, trago o uísque e a faca. Sirvo o uísque. Enfio a faca no coração. Ele grita, regurgita, morre. O corpo no sofá, o corpo espatifado no chão, cubinhos de gelo boiando no sangue. E o envelope pardo. Pego. Leio.” — Tudo o Que me Falta
No conto que dá nome a coletânea, O SORRISO DO HOMEM MAU, adentramos na escuridão e na perversidade de um cativeiro. Um homem jaz acorrentado e sem forças no chão frio e sujo. Ele não faz ideia do tempo que transcorreu desde que foi sequestrado, só aguarda dia após dia que o “homem mau” venha lhe limpar, trazer o que comer, e tatuar mais um número em seu corpo. As esperanças são tão alheias quanto ao ar fétido e estagnado do local.
“Diariamente, talha um número no prisioneiro. Quase não se vê pele, mas um corpo de cascas grossas e negras que cobrem partes de números disformes aleatoriamente espalhados. Tatuagem nas costelas. Tatuagem nos lábios, nas orelhas e no ânus. Como um calendário vivo, o prisioneiro geme e sangra. Cada dia de martírio está ali, contabilizado.” — O Sorriso do Homem Mau
Se você já leu Dias Perfeitos (resenha aqui), Suicidas e O Vilarejo e está aguardando loucamente por mais um livro escrito por Raphael Montes, não deixe de ler esses ótimos contos que contém um pouco mais da essência do autor. Leia na fila do banco, na estrada, ou em um consultório como eu fiz. Garanto que não irá se arrepender. O livro recebe

12 comentários:

  1. Nossa obrigado pela resenha,não sabia deste livro, li Dias Perfeitos e adorei. Com certeza vou procurar este livro pra ler.
    http://girlsofpaper.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nicole, por nada.
      Agradeço sua visita, vale a pena ler, eu também tinha só lido o Dias Perfeitos.
      Abraços

      Excluir
  2. Raphael Montes me conquistou desde o primeiro livro que li dele. Esse escritor é simplesmente magnífico e este livro dele, bem como os demais, é exatamente como vc falou: "o autor não permite que a gente pare a leitura". Adorei a resenha :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Noeli.
      Quero e preciso muito ler os demais livros dele, só queria que o Suicidas ficasse mais barato. Realmente é um ótimo autor, e seu sucesso se deve inteiramente ao seu talento.
      Abraços

      Excluir
  3. Morro de vontade de ler esse livro, mas não consigo ler e-book. Adoraria que alguma editora o lançasse em papel. Principalmente por causa desse primeiro conto.

    http://porquelivronuncaenguica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ronaldo, não tema! haha
      Também não gosto de ler e-book, mas esse só tem 26 páginas, vc consegue ler tranquilamente. E se achar em PDF dá até para imprimir e ler em papel. Quem sabe um dia o Raphael escreva outros contos e monte um livro especial com todos.
      Abraços

      Excluir
  4. eu amo Raphael Montes,ja li seus tres livro e ja encomendei Jantar secreto,pena que esse só tenha digital,confesso que tenho uma certa dificuldade,mas vou tentar,ele é muito talentoso e vcs com suas resenhas vão me levar a mais negra miséria kkkk,parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sara, um prazer te ter por aqui!
      Raphael é ótimo né? Ainda não li todos os livros dele, mas pretendo adquirir e ler todos eles em breve. Estou muito ansioso por Jantar Secreto, espero que tenha alguma promoção na Black Friday, hehe
      Agradeço o elogio, e se a miséria vier acompanhada de boas histórias, então acho que vale a pena.

      Abraços

      Excluir
    2. que bom kkkkkk,mas temo que não conseguirei esperar a Black Friday,já encomenei Jantar secreto e graças a excelente resenha de vcs,ja comprei Ratos também,na resenha quando foi dito pra quem tiver escondido na estante correr para ler ou pra quem não tivesse valia a pena adquirir,segui literalmente,abraço

      Excluir
    3. Sara, eu queria não ter que esperar para comprar os livros que quero, mas infelizmente o dinheiro está em falta no momento. hehe
      Fico feliz que você siga nossas dicas, espero que você goste de Ratos, é um dos meus livros favoritos, ele é rápido, intenso e toca em assuntos bem interessantes.
      Se ainda não estiver participando do sorteio, dá uma confira, saiu hoje!

      Excluir
  5. nossa,que bacana,só uma dúvida,desses tres livros,são aleatórios ou vc pode escolher um deles?digo isso pois tenho os dois do Clive Barker,já o American crime story gostaria muito caso fosse sorteada,agora quanto aos livros de fato compro mais que o necessário,agora roupa e calçados não lembro a útima vez que comprei kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu mesmo não tendo dinheiro acabo comprando alguns quando surge uma promo. haha Não dá pra perder.
      Então, os três sorteados serão divulgados ao mesmo instante, daí vai ser por ordem de chegada. O primeiro que entrar em contato poderá escolher um dentre os 3, o segundo entre os 2 e o último fica com o que sobrar, foi o jeito que encontrei para evitar um pouco isso da pessoa já ter o livro e também para o vencedor escolher, é mais divertido ganhar algo que a gente realmente quer. Vamos ver no que dá, estou torcendo por vc.

      Excluir